Vereadores querem melhor atendimento no hospital, vacina H1N1, bancos e iluminação na praça

O vereador lamentou tal situação e disse que isso não deve acontecer.

03052016000247_1462244567

Vereadores querem melhor atendimento no hospital, vacina contra gripe H1N1 para professores, bancos e iluminação na praça.

Na sessão ordinária da câmara de vereadores de Cacaulândia desta segunda-feira 02, o presidente da casa Genê Falcão pediu um minuto de silêncio pelo falecimento da Pioneira Iraci Izidro, falecida nesta última quarta-feira 27.

O Vereador Élio Cesar Mámedio, no uso da tribuna explicou que fez uma indicação na qual cobra do executivo a construção de mais bancos na Praça dos Pioneiros, e observou que os poucos que existem ficam no sol, avaliou que muitos estudantes ficam esperando o transporte escolar na praça em pé. Élio disse que foi cobrado pela a população sobre a falta de iluminação pública da mesma praça e lembrou que essa reivindicação também foi feita ao executivo pelo vereador Aladir no ano passado e reforçou o pedido para que o executivo resolva o problema.

O vereador Élio informou que foi procurado por uma munícipe que reclamou a ele do mal atendimento no hospital municipal de Cacaulândia, e que a mesma iria até a promotoria pública relatar que ao ir ao hospital o médico estava dormindo e não foi atender sua criança enferma. Diante do fato a mãe da criança ligou para a polícia militar, onde os agentes solicitaram o atendimento. O vereador lamentou tal situação e disse que isso não deve acontecer.

A vereadora Andely Bissoli, indicou ao executivo para que através da secretaria de saúde fosse adquirida vacinas contra a gripe H1N1  para os professores por considerar um grupo de risco pelo contato direto com vários alunos.

O presidente Genê Falcão informou que a secretaria municipal de saúde recebeu 1.160 doses e que estará amanhã 03, vacinando o público alvo que são crianças que tenham mais de seis meses e menos de cinco anos, gestantes, mulheres que deram à luz até 45 dias, trabalhadores da área da saúde e pessoas com doenças crônicas, tanto na área rural como na área urbana.

A câmara aprovou por oito votos a favor a regulamentação que autoriza o executivo a indicar cargo de direção escolar, quando não houver servidores habilitados em gestão escolar nas escolas.

 

Fonte: diariodaki

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here