Terrorista mata própria mãe após ela pedir para ele deixar Estado Islâmico

RTEmagicC_maluco81.jpgUm jihadista matou a própria mãe por ela pedir para ele deixar o grupo terrorista Estado Islâmico. O crime aconteceu na cidade de Al-Raqqah, na Síria, na quinta-feira (7).

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), o jovem Ali Saqr, 21 anos, deu um tiro na cabeça da mãe, Lena al-Qasem, 45.

A mulher incentivava o filho a deixar a organização terrorista e abandonar a cidade de Al-Raqqah, considerada capital do Estado Islâmico, onde a coalização liderada pelos Estados Unidos tem combatido o grupo extremista.

De acordo com a imprensa internacional, o crime foi cometido próximo ao local de trabalho da vítima na frente de centenas de pessoas.

O jovem já havia lutado ao lado dos moderados do Exército Sírio Livre e na Frente Al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, antes de unir-se ao Estado Islâmico. Ele teria informado os apelos da mãe aos seus superiores, que determinaram a detenção da mulher.

Fonte: correio24horas.com.br

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here