Rondônia tem um dos maiores índices de gestação na adolescência

download-13Uma pesquisa divulgada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), feita pela ginecologista e chefe do setor de pesquisa e inovação tecnológica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás/EBSERH, Marta Finotti, indica que a média de gravidez na adolescência em Rondônia é de mais 27% de meninas entre 10 e 19 anos de idade.

 

A média rondoniense, segundo a pesquisa, está 7% acima da média nacional, um número que chama a atenção da Febrasgo para a necessidade da ampliação de métodos contraceptivos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), um pedido que foi encaminhado pela federação à Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), mas teve parecer preliminar desfavorável. O dossiê está aberto para consulta pública até o dia 2 de fevereiro no site da entidade: www.conitec.gov.br.

 

A região norte, teve os maiores índices, de acordo com o dossiê, e Rondônia perde para os estados do Acre (28,62%), Amapá (28,85%), Amazonas (29,22%) e Pará (29,96%). A média brasileira é de 20%, registrando mais de 235 mil gestações não planejadas de mulheres jovens por ano.

Ranking de gestações de meninas entre 10 a 19 anos no Brasil *  
           
  NÚMERO TOTAL
BRASIL
Número de partos de meninas entre 10 a 19 anos de idade Número Total de partos % de partos de meninas entre 10 e 19 anos em relação ao total de partos
  474.015 2.365.514 20,04
           
  DADO POR ESTADO Número de partos de meninas entre 10 a 19 anos de idade Número Total de partos % de partos de meninas entre 10 e 19 anos em relação ao total de partos
  1 PARÁ 31.164 104.002 29,96
  2 AMAZONAS 14.381 49.220 29,22
  3 ALAGOAS 12.711 43.679 29,10
  4 AMAPÁ 3.508 12.159 28,85
  5 ACRE 3.745 13.085 28,62
  6 MARANHÃO 23.821 85.727 27,79
  7 RONDÔNIA 3.863 14.010 27,57
  8 RORAIMA 2.056 7.465 27,54
  9 MATO GROSSO 8.523 31.475 27,08
  10 MATO GROSSO DO SUL 7.480 28.011 26,70
  11 TOCANTINS 5.403 20.548 26,29
  12 SERGIPE 6.564 25.476 25,77
  13 PERNAMBUCO 26.879 104.922 25,62
  14 PARANÁ 23.649 92.495 25,57
  15 GOIÁS 9.817 38.614 25,42
  16 RIO DE JANEIRO 24.812 97.782 25,37
  17 PIAUÍ 9.709 40.106 24,21
  18 ESPIRITO SANTO 8.209 34.016 24,13
  19 BAHIA 39.452 163.607 24,11
  20 CEARÁ 23.167 97.832 23,68
  21 RIO GRANDE DO NORTE 9.100 38.625 23,56
  22 PARAÍBA 9.598 41.088 23,36
  23 RIO GRANDE DO SUL 18.571 82.958 22,39
  24 SÃO PAULO 74.180 347.656 21,34
  25 MINAS GERAIS 37.311 176.187 21,18
  26 DISTRITO FEDERAL 8.114 39.702 20,44
  27 SANTA CATARINA 28.228 535.067 5,28
           
  Legenda de cores: Estados com percentual acima da média nacional.
  Estado abaixo da média nacional.  
           
  * DATASUS. Sistema de informações Hospitalares (SIH/SUS). Partos em 2014. Acesso em15/07/2015.

 

 

Fonte: RONDONIAGORA

 

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here