Prefeito de Cacaulândia fala sobre dificuldades em administrar pequenos municípios

edmar

Em mais uma entrevista da série que o site Rondoniavip está fazendo com alguns prefeitos do Vale do Jamari, Edmar Amorim (PDT), chefe do Poder Executivo de Cacaulândia, recebeu o jornalista Felipe Corona para uma conversa em seu gabinete, na tarde da quinta-feira (08). Ele tem 61 anos, é pecuarista, irmão do prefeito de Ariquemes, Lorival Amorim (PDT) e pela primeira vez ocupa um cargo eletivo.

Os temas da conversa foram os mais variados: greve de professores, dificuldades em administrar municípios pequenos com baixa arrecadação, obras em andamento, relação com a Câmara de Vereadores e o futuro político. Veja como foi o encontro:

Rondoniavip – Recentemente, o senhor enfrentou um problema com uma greve de professores. Como o senhor está lidando com os servidores públicos, especialmente com a questão envolvendo os salários?

Edmar Amorim – Realmente, aconteceu essa greve e ela terminou na segunda-feira passada [dia 28/09] e ficaram 35 dias parados. Os professores entraram em greve, mas antes disso, tivemos duas ou três reuniões onde eu ofereci o que eles queriam, não sei porquê, acredito que seja a questão política, mas eles entraram em greve. Todos nossos funcionários estão recebendo em dia, certinho. No meio do ano, como eles recebem o terço de férias, a folha nossa excedeu. Eu não pude dar o aumento que eles pediram. Resultado: fomos lá em Porto Velho conversar com o desembargador e ele encerrou a greve. Então, eles tiveram que voltar ao trabalho na segunda-feira seguinte [05/10]. Eles vão ter que repor esses dias todos parados, sem remuneração. Nos sábados e não vamos pagar nenhum centavo a mais por isso. O que combinamos é que vamos colocar 20% em gratificação, já que a folha está acima do percentual. Não direto na folha como era antes. O bom pra nós é que acaba (sic) e agora, faremos a entrega dos nossos ônibus novos que chegaram. Nove ônibus novos e vamos entregar nas linhas até o começo do ano, mas isso atrapalhou nossa vida.

Rondoniavip – A crise chegou até a Prefeitura de Cacaulândia? Como está a saúde financeira de vocês?

EA – Não está mole, não. Município pequeno, nossa arrecadação é pouca. Se cai o FPM [Fundo de Participação dos Municípios], cai o ISS [Imposto Sobre Serviços], e aí cai nossa arrecadação. É uma balança: a folha com a arrecadação. A folha sobre e a arrecadação baixa. A gente vai levando, no conta-gotas, tudo direitinho, pulando de galho em galho, segurando tudo direitinho. Não tá mole não. Vamos superar essa fase da crise.

Rondoniavip – O senhor até recebeu um termo de alerta do Tribunal de Contas do Estado por conta da folha. O senhor está enxugando a máquina?

EA – Estamos enxugando onde podemos enxugar. Horas-extras e no sábado, ninguém trabalha mais. Dispensamos o que podíamos dispensar. Estamos segurando as pontas por aí. Temos muitas coisas para fazer no município. Você está vendo aqui, mas temos 977 quilômetros de estradas em volta da cidade. Com Ariquemes, dividimos em Joelândia. Com Jaru, pra lá do posto São João, 16 quilômetros. Em Alto Paraíso, com a linha 24. Com Jorge Teixeira, no fundo da 59. Com Monte Negro, dividimos com a ponte do Jamari, já quase em Monte Negro. Daí você vê a extensão do município. Estamos quase terminando, devem faltar aí uns 12% pra terminar.

Rondoniavip – O senhor tem recebido muitas críticas por parte da oposição e seus adversários políticos. Como o senhor avalia essa atuação?

EA – Eu acredito que nenhum prefeito não passe por isso. Uns mais fortes e outros mais fracos. Eu não ligo pra isso. Nosso negócio é trabalho. Deixa eles falarem.

Rondoniavip – O senhor ainda tem um ano e dois meses de mandato. Como o senhor projeta o futuro de Cacaulândia até o fim do seu trabalho?

EA – Se nós conseguirmos os recursos que estão previstos, temos muitas obras para terminarmos de fazer. Temos a questão da rede de água e esgoto, 100% em toda a cidade. Falta de 3% a 5% para terminar dentro da cidade. Tem ali o canal da Amizade que já está quase pronto. Tem outro canal ali, onde tenho o projeto, mas não consegui o dinheiro para começar a obra. Nós temos trabalhado em prol do município, mas os nossos grandes parceiros são os produtores rurais. Todos eles são parceiros da Prefeitura. Nós temos 206 pontes no nosso município em 977 quilômetros de estradas. Algumas já fizemos de cimento, mas a madeira é a grande dificuldade. Eles doam a madeira, o cascalho para encascalhar as estradas, já fizemos bastante coisas. Pra você ter uma ideia, ano passado colocamos 2.500 manilhas debaixo da estrada. Esse ano deu uma queda e ainda colocamos 1.200 manilhas. Agora, vamos colocar nos locais mais críticos, mas mesmo assim, colocamos 1.200. Então, até hoje, colocamos 3.700 manilhas. As nossas estradas estão melhorando e a cada dia mais. Com o cascalhamento, com a parceria com os produtores, nós conseguimos trabalhar junto com eles. Sem eles também, eles dão a madeira, a gente puxa, serra lá mesmo e faz as pontes, encascalha. Nossa salvação é o produtor rural, pelo menos nas estradas.

Rondoniavip – O senhor é irmão do prefeito de Ariquemes, Lorival Amorim. Abre portas ser irmão dele, já que foi deputado estadual e é prefeito da maior cidade do Vale do Jamari? Lhe ajuda em algo ou ele lá e o senhor aqui?

EA – Eu fico muito orgulhoso em ver o trabalho que ele está fazendo em Ariquemes, que já conhecia há muito tempo, já que fomos sócios lá atrás, na nossa vida particular, trabalhando pra um lado e para o outro. Sempre confiei nele, sei que ele é um grande administrador, mas a porta dele é fechada pra nós, porque ele é mão fechada [risos], travado mesmo. Sempre converso com ele, pedindo alguma coisa, mendigando, e a resposta dele sempre é a mesma: – Não posso não. Dia desses conversei com ele e o senador Acir [Gurgacz] e falei que vou parar de ir pra Brasília com você, porque eu fico ali pedindo 100, 200 mil de uma emenda e ele consegue 1 milhão e meio, 2 milhões e aí eu fico envergonhado. Eu tenho 8 mil eleitores e ele 66 mil. É claro que um político mais forte olha esse lado também. Ele está fazendo um bom trabalho em Ariquemes e tenho certeza que vai colocar Ariquemes um brinco.

Rondoniavip – Como está a sua relação com a Câmara de Vereadores?

EA – Tem uma parte dos vereadores, inclusive o vice-prefeito e dois vereadores que eram do meu palanque, tudo contra. O que eles querem, eu não prometi isso pra ninguém, nem pra mim próprio nem pra eles. Inclusive, minhas contas foram aprovadas nessa última sessão, eu tive seis votos favoráveis e três abstenções. O pessoal que não foi do meu palanque, não tenho oposição. Tudo na paz. O que o outro prefeito fez é página virada. O que queremos saber é daqui pra frente. Não queremos saber o que tá errado ou certo, queremos saber da nossa. Queremos saber da evolução do município. Aí vem aquele detalhe: tem que fazer, tem que perseguir, tem que fazer aquilo outro. Quem é prefeito, tem que fazer do jeito dele. Eu vou seguir o meu caminho. Nós temos uma convicção de que brigar com alguém, não leva a lugar nenhum. Nós temos o exemplo, tanto eu quanto o Lorival, do nosso pai que foi prefeito quatro vezes de uma cidade lá em Minas Gerais. A gente via como ele conduzia as coisas. Não sei se a dificuldade era mais ou menos hoje. Hoje, nós temos a dificuldade de que qualquer coisa, vai para o Ministério Público. Em vez de chegar e perguntar o que tá acontecendo, pega o bonde andando e vai lá pro Judiciário. Nós temos vários problemas nas estradas, mas temos a parceria com o produtor rural, pequeno, médio, grande. Não tem cara. Temos uma máquina que é do PAC, onde podemos fazer um carreadorzinho pra eles. Na linha dele, onde ele tem os votos dele, quer que faça pra todo mundo. Em outra linha, onde ele tem poucos votos, ele começa a perseguir, querer denunciar. Nós temos o povo do nosso lado, que desde do começo, o que nós podemos fazer por eles, nós fazemos. Andamos lado a lado dos produtores, que são nossos parceiros. O que é certo, nós colocamos os pingos nos is tudo certinho. É uma equipe boa, que já estava aqui. O que faltava era uma confiança, um respeito por todos os funcionários que eram. Mudou pouca coisa. Todo o dia temos muito diálogo. Todo o dia converso com todo mundo. Vou sala por sala e dou bom dia. Ando muito nas linhas também. Vou em uma obra, vou em outra.

Rondoniavip – Prefeito, 2016 está chegando e o senhor já está pensando em reeleição? Já está conversando, se movimentando pra isso?

EA – Rapaz, é até difícil falar sobre isso. Tá muito cedo pra falar sobre isso. Tenho conversado muito com o Lorival, que ainda não mostrou que é pré-candidato à reeleição e eu também. Eu tenho muita coisa pra fazer, pra articular. Eu tenho dois filhos, minha esposa cuida das minhas coisas. A gente deixa as coisas da gente e sente que estando por perto é melhor. Igual aqui na Prefeitura, ando aqui e ali e as coisas vão andando. O município está evoluindo, tanto na cidade quanto na área rural, e às vezes, deixo o que é meu pra trás. Vamos ouvir o barulho mais daqui uns dias pra ver o que acontece. Eu garanto que a dor de cabeça lá fora é bem menos do que aqui dentro. Lá eu mando e desmando. Aqui, eu tenho que mandar e obedecer. Que nem o ditado: manda quem pode, obedece quem tem juízo. Tem muita coisa aí que é complicado.

 

 

Fonte: Rondôniavip

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here