Em uma entrevista concedida por telefone no último sábado (21) ao apresentador do SBT local, Edivaldo Gomes, o radialista Hamilton Alves, declarou estar se recuperado muito bem e agradeceu todos que se empenharam para salvar sua vida.

“Em Jaru fui muito bem atendido, se não fosse o socorro que eu tive no Hospital Municipal eu teria morrido, agradeço toda a equipe da unidade e também o Governo do Estado que cedeu o avião”, disse Hamilton que permanece internado no hospital João Paulo II, onde foi submetido a uma cirurgia para retirada de dois projeteis calibre.380, e passará por mais uma para extração de mais três balas, inclusive um que esta alojada em sua boca.

Com pouco de dificuldade em falar por estar com uma bala alojado em seu maxilar, Hamilton, relatou detalhes da emboscada, “depois de atingido perdi o controle e a caminhonete caiu em uma ribanceira, me arrastei até a BR para pedir socorro”, disse.

Questionado pelo apresentador Edivaldo Gomes, se após este atentado ele mudaria sua forma de trabalho, uma vez que ele considera que o atentado foi motivado em decorrência de seu jeito polêmico no rádio, Hamilton afirmou, “muda nada Edivaldo, só me dá mais força para trabalhar, sou um cara que não tenho medo de falar a verdade. Já falei com a minha família, se eu morrer em decorrência do meu trabalho, eu cumpri a minha missão como radialista, para mim faz parte, eu já sei mais ou menos de onde partiu, a polícia irá prender os responsáveis”, concluiu Hamilton Alves que afirmou que retornará ao rádio.


Fonte: Jaru Online

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here