Exército inicia operação para combater crimes nas fronteiras de RO

Fronteiras recebem fiscalização a partir desta segunda (13) até o dia 22.
Órgãos de segurança pública atuam em conjunto na ‘Operação Ágata XI’.

img_5150

A 11ª edição da ‘Operação Ágata’ iniciou nesta segunda-feira (13) nas fronteiras de Rondônia. O objetivo é combater crimes como tráfico de drogas e degradação do meio ambiente. De acordo com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, as fronteiras que abrangem o estado serão monitoradas pela intuição em parceria com a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Receita Federal, Marinha do Brasil, Base Aérea, Polícia Civil (PC) de Rondônia e demais órgãos de segurança pública. O monitoramento da fronteira será feito até o dia 22 e junho, entre a região do Cone Sul até a Ponta do Abunã.

As ações envolvem postos de bloqueio e controle nas estradas, portos, rios e aeroportos, com o objetivo de reprimir crimes na região. Cidades como Alta Floresta do Oeste, Guajará-Mirim, distrito de Extrema e demais regiões receberão também ações sociais, com equipe composta por dois médicos e dois dentistas, segundo o Exército.

De acordo com o General Comandante da 17ª Brigada, Ricardo Costa Neves, o objetivo da operação é reduzir o tráfico de entorpecentes nas fronteiras do estado, bem como os crimes ambientais. “O Exército busca coibir o tráfico nas fronteiras de Rondônia e Acre durante a operação, com ajuda de agências de segurança pública do estado, durante esses oito dias”, explicou Neves.

Para o superintendente da Polícia Federal (PF) de Rondônia, Araquém Alencar, a operação com todos os órgãos é de extrema importância para o estado. “O fato de ter uma interação entre os órgãos colabora para que o trabalhos seja bem feito, mas lógico que desejamos que essas apreensões não ocorram, pois assim saberemos que a operação tem chegado ao seu objetivo, que é diminuir ações criminosas nas fronteiras do estado” esclareceu.

Conforme o Exército, estarão trabalhando diretamente na ‘Operação Ágata XI’ 1,1 mil homens diretamente em Rondônia e Acre, além de 100 pessoas, que serão deslocadas das intuições parceiras para o combate. A instituição informou ainda que cerca de 20 universitários da área da saúde serão voluntários na operação.

Operação
A ‘Operação Ágata XI’ tem como bases o Plano Estratégico de Fronteiras (Decreto Nº 7.496, de 8 de junho de 2011), a Estratégia Nacional de Defesa (Decreto Nº 6703, de 18 de dezembro de 2008) e a Constituição Federal. A iniciativa visa reduzir a ocorrência de crimes fronteiriços e transnacionais na faixa de fronteira, bem como aumentar a presença do Estado Brasileiro na região. O anúncio do início da operação foi realizado na manhã desta segunda-feira (13) durante coletiva de imprensa em Porto Velho.

 

 

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here