‘Estou me sentindo crucificada’, diz Miss RO após concurso polêmico

Karliany recebeu a tiara depois de outra ter sido coroada por engano.
Miss irá representar o estado no Miss Mundo Brasil no final de junho.

miss_universo_cacoal1_we5UpZb

A vencedora do concurso Miss Mundo Rondônia, Karliany Barbosa, de 23 anos, disse que está se sentindo como Jesus Cristo quando foi crucificado sem ter nenhuma culpa. Karliany só recebeu a coroa após a representante de Ji-Paraná (RO), Letícia Capppatto, ser descoroada no palco. A eleita diz que a responsável pela coroação chegou a dizer a ela para ‘ficar tranquila, que estava fazendo aquilo para o concurso aparecer na mídia’. A confusão toda ocorreu no evento promovido no último dia 23 de abril em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho.

Kaliany diz ainda que só conheceu a responsável pela coroação e os organizadores no dia do evento e que antes disso, todo o seu contato com a agência foi através de ligações telefônicas e pesquisa pela internet.

“Não houve nenhum tipo de favorecimento, não houve compra de faixa como as pessoas estão comentando. Se eu ganhei foi por mérito próprio. Estou me sentindo injustiçada, pois não tenho culpa do erro cometido. Estou me sentindo como Jesus Cristo. Lembra de Jesus que foi crucificado por todos?”, afirma.

Estou me sentindo como Jesus Cristo. Lembra de Jesus que foi crucificado por todos?”
Karliany.

Ela conta que o concurso teve duração de dois dias e que durante todo esse tempo, as candidatas eram observadas pelos jurados, o que já estava previsto em contrato. “Eles observavam pontualidade, postura, ética, ter conhecimento sobre o estado, estar envolvido em ações sociais. Estão criticando, dizendo que a vice é mais bonita do que eu, mas as pessoas precisam entender que não foi só a beleza avaliada e sim todo um conjunto. Deveria ser miss com um propósito”, desabafa Karliany.

Troca de coroa
Segundo a miss, até o momento da coroação, nenhuma das duas finalistas sabia quem seria a vencedora. E quando sua adversária foi premiada, ficou feliz com o resultado, pois já estava satisfeita em ter chegado até a final, levando em conta que era sua primeira participação em concurso de beleza.

Letícia Cappatto (à esquerda) sendo coroada e Karliany Barbosa ao lado antes do novo anúncio da vencedora do concurso (Foto: Facebook/Reprodução)
Letícia Cappatto (à esquerda) sendo coroada erroneamente e Karliany Barbosa, ao lado, antes do novo anúncio da vencedora do concurso (Foto: Facebook/Reprodução)

“Quando houve todo o tumulto da troca da coroação, eu me assustei, não consegui nem comemorar”, lembra.

Colaboradora teria dito à vencedora que erro seria para concurso aparecer na mídia.

Karliany afirma que no momento em que a responsável pela premiação se virou de costa para o público para lhe entregar a faixa, disse que era para ela se manter tranquila. “Ela disse para mim: Karliany fique tranquila, eu fiz isso para que o concurso saia na mídia. Eu ainda questionei o motivo, mas o público já havia agitado e começaram a gritar. Ela não me respondeu”, denuncia a Miss.

Somente após terem se passado alguns dias, foi que de fato a vencedora conseguiu comemorar. “Eu fiquei bem assustada com tudo que ocorreu, mas agora eu tenho uma faixa para defender. Irei representar o meu estado e não vou entrar na onda de baixarias. Irei manter minha postura de miss, título que ganhei de forma merecida”, acredita.

Rotina
Os ensaios para a participação do Miss Mundo Brasil já começaram. Por enquanto, a candidata que irá representar Rondônia está treinando somente aos finais de semana, mas a partir de segunda-feira (9), os treinos serão intensificados, sendo realizados pelo menos três vezes na semana.

O Miss Mundo Brasil será realizado no final de junho em Jurerê (SC).

Versão da organizadora e colaboradora
A organizadora do evento Gleice Leitte se defende das acusações de fraude e diz que a responsável por toda a confusão é Jaqueline Grohalski, que deveria coroar a ganhadora e que colocou a tiara na candidata errada. Por sua vez, Jaqueline afirma ter recebido das mãos de Gleice um envelope em branco no qual deveria constar o nome da candidata vencedora. Com a ausência do nome, a colaboradora afirma ter decidido coroar Letícia porque tinha certeza de que ela havia vencido o concurso.

Miss descoroada
Para a miss descoroada, Leticia Cappatto, a versão dada pela organizadora não convence. Cappatto acredita que se o erro fosse apenas da ajudante, a organizadora não teria negado apresentar os números e resultados. “Depois de uma semana ela vem querer mostrar as notas? Isso deveria ter sido mostrado na hora. Depois de uma semana estas notas podem ter sido alteradas, sei lá o que ela pode ter feito”, questiona Leticia.

Letícia Cappatto representou a cidade de Ji-Paraná, RO (Foto: Facebook/Reprodução)
Letícia Cappatto representou a cidade de Ji-Paraná, RO (Foto: Facebook/Reprodução)

A candidata ainda acredita que esta é apenas uma tentativa de colocar a culpa em outra pessoa, sendo que a responsável pela entrada dos resultados é a própria organizadora.  “As notas têm que sair com a dona da agência, não têm que sair com funcionários, ou pessoas que estão ajudando. Não acredito que tenha sido culpa da Jaqueline. Pois ela, como os outros jurados, viu que eu era a vencedora”, afirma.

Mesmo passando uma semana do evento, Letícia conta que a situação ainda é muito triste, pois não tem certeza do que realmente aconteceu. “Na hora, eu queria só ir embora, não conseguia nem pensar no que fazer, sair dali, ou chorar. Mas os próprios jurados me orientaram a voltar e ver as minhas notas, pois eles afirmaram ter votado em mim e que eu teria ganhado. Eu ainda fico na dúvida de quem realmente foi a vencedora do concurso. É uma situação muito triste”, lamenta Cappatto.

 

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here