Palco de severos acidentes e perda de vidas, a BR-364, uma das principais rodovias que dá acesso à cidade de Porto Velho demonstra no cotidiano, a necessidade de instalação de passarelas para facilitar a movimentação de pedestres. Esta semana, a diretoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) anunciou a construção de 26 passarelas no estado de Rondônia, cinco delas serão em Porto Velho e quando concluídas vão contemplar uma antiga demanda da comunidade.

Em Porto Velho, atualmente existem apenas duas passarelas, ambas na BR-364, uma nas proximidades da faculdade Faro e outra no bairro São João Batista (Tucumanzal).

Os moradores demonstram pressa para a necessidade de construção de passarelas que possam facilitar o trânsito e amenizar o risco de acidentes. Davi da Silva, mecânico, faz a travessia da BR-364, em frente ao Bairro Novo, com certa frequência. “O risco de acidente é grande. Os carros passam em alta velocidade porque o pardal instalado nessa região não funciona”, alerta. “Existe a necessidade de construção da passarela, com certeza”.

Outra região que demonstra necessidade de construção de passarela facilitará a travessia para os estudantes da Fimca, nas proximidades da rua Pau Ferro, no bairro Areal da Floresta. Neste trecho, os pedestres precisam atravessar até três pistas para chegar ao ponto de ônibus. “Acho necessário a construção nesse trecho”, adianta Danilo Ferreira, garçom. “Essa parte da BR é bastante movimentada e muito escuro à noite, deve oferecer risco aos estudantes”, calcula.

Pedestres se arriscam durante travessia na BR-364

No bairro São João Bosco existe uma passarela em funcionamento. Ainda assim, alguns pedestres simplesmente se arriscam entre os veículos. Uma pequena parte, pois os moradores da região demonstram estar adaptados à necessidade de subir alguns degraus, para ficarem livres de acidentes. “Temos segurança. Antes tínhamos que atravessar correndo”, lembra Thais Dantas Lopes, dona de casa, enquanto fazia a travessia com a filha de sete anos. “Acho muito bom, porque antes tinha o risco de acontecer acidente a qualquer momento. Agora atravessamos com tranquilidade”, complementou.

No total serão construídas 26 passarelas, em Rondônia no decorrer do ano de 2017, de acordo com o Dnit, nas cidades de Porto Velho, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Jaru, Presidente Médice, Vilhena, Pimenta Bueno e Cacoal.

O termo de referência para a licitação já está em andamento.


Fonte: Diário da Amazônia

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here