Um projeto de lei apresentado na Câmara Municipal de Ji-Paraná (RO), a cerca de 380 quilômetros de Porto Velho, causou indignação em moradores, que protestaram durante uma sessão de votação nesta terça-feira (15). A proposta era aumentar salários do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores, além de aumentar a taxa de coleta de lixo e o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

O maior aumento seria no salário de vice-prefeito, que passaria de R$ 9 mil para R$ 20 mil. Os reajustes começariam a valer a partir de 2022. A proposta foi apresentada pelo vereador Joaquim Teixeira (MDB). Ele é o atual presidente da casa e vai ocupar o cargo de vice-prefeito a partir do próximo ano. Teixeira venceu a eleição no último dia 15 de novembro na chapa com Isaú Fonseca (MDB).

Indignados e com a intenção de barrar aprovação do projeto, centenas de moradores foram até o plenário da Câmara. A Polícia Militar (PM) foi chamada para acompanhar a situação.

Outra proposta em pauta, apresentada pelo atual prefeito Affonso Candido (DEM), previa aumento de 113% na taxa da coleta de lixo e quase 4% no IPTU.

Após a aprovação do projeto, uma emenda foi apresentada para zerar os aumentos nos salários, taxa e imposto. O presidente da Câmara e vice-prefeito eleito, Joaquim Teixeira, não quis falar com a reportagem.

Veja os aumentos propostos:

  • Prefeito – de R$ 13,4 mil para R$ 24,1 mil;
  • Vice-prefeito – de R$ 9 mil para R$ 20 mil;
  • Secretários municipais – aumento para R$ 11 mil;
  • Vereadores – R$ 9 mil para R$ 12,6 mil;
  • Presidente da Câmara – R$ 10,1 para R$ 14,1 mil.


Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here