Portadora de doença rara, pequena Sofia morre após parada cardíaca

Sofia contraiu vírus após transplante multivisceral em abril. “O Brasil inteiro hoje está em luto”, lamentou seguidora

RTEmagicC_359d6d78d7.jpgA família da pequena Sofia Gonçalves de Lacerda, portadora da Síndrome de Berdon, anunciou que a criança morreu na madrugada desta segunda-feira (14), após sofrer uma parada cardíaca. O bebê foi infectado pelo Citomegalovirus, após uma cirurgia de transplante multivisceral, e estava internada desde julho.

Sofia causou comoção após uma campanha na internet para arrecadar fundos para pagar o tratamento da doença, e ao todo arrecadou R$ 1,8 milhão. A síndrome rara causa a má formação de vários órgãos do sistema digestivo. A criança conseguiu uma liminar na Justiça para que o governo pagasse o tratamento de R$ 2 milhões nos Estados Unidos.

A intenção era doar todo o dinheiro arrecada, mas os pais de Sofia descobriram, ao chegar nos EUA, que o governo brasileiro pagou apenas a cirurgia, alguns medicamentos e um pacote de homecare.

“A partir daí passamos a precisar utilizar o dinheiro da campanha para as demais despesas do tratamento. A conta é monitorada pela Justiça”, afirma Patrícia de Lacerda, mãe de menina, em entrevista ao G1.

No transplante Sofia recebeu estômago, fígado, pâncreas, intestino delgado e cólon. Ela estava apresentando melhoras após o transplante, mas o vírus causou uma infecção bacteriana no pulmão do bebê. Sofia morreu com um ano e oito meses, contrariando as estimativas dos médicos de que não passaria de um ano de vida.

Na fanpage do Facebook, que tem mais de 1 milhão e 500 seguidores, muitas pessoas deixaram comentários de comoção e forças à família.

Mãe se recusou a desligar aparelhos que mantinham a menina viva (Foto: Patrícia de Lacerda/Arquivo Pessoal)

“Meus sentimentos, o Brasil inteiro hoje está em luto. O céu hoje recebe mais um anjo. Linda Sofia, nossa guerreira que lutou até o fim vá em paz”, disse uma seguidora. Outra comentou: “Não acredito! Meu coração está apertadinho! Não dá para conter as lágrimas nesse momento! Fiz questão de acompanhar cada momento seu, Anjinha! Aprendi muito com você! Estarás pra sempre em meu coração e em minhas orações! Com certeza todo Brasil está de luto!”.

Sofia
A menina Sofia Gonçalves de Lacerda nasceu com Síndrome de Berdon, uma doença rara que exige transplante total de intestino e de outros órgãos. Com a recusa do Sistema Único de Saúde (SUS) de bancar o tratamento no exterior, a mãe da garotinha, Patrícia Lacerda, iniciou uma grande mobilização pela internet.

Além de arrecadar cerca de R$ 2 milhões em doações, a campanha resultou em ação na Justiça com decisão favorável ao transplante em Miami com os custos bancados pela União. A menina estava no exterior com a família.

Após o nascimento de Sofia, os médicos estimaram que ela não passaria de um ano de vida. Ela, no entanto, contrariou as expectativas e comemorou o seu primeiro aniversário no dia 24 de dezembro de 2014.

Fonte: Das redações Correio e iBahia (redacao@correio24horas.com.br)

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here