Polícia boliviana prende 3 australianos, com explosivos, quando iriam embarcar no avião da Gol para o Brasil

 

 

 

As prisões ocorreram no aeroporto de Viru-Viru, em Santa Cruz de La Sierra Bolívia, na quinta-feira 12 de novembro20151116095023-3Conforme informou o Jornal boliviano El Deber, os três suspeitos de cidadania australiana, foram presos às 11h40 do dia 12 de novembro por forças especiais de luta contra o narcotráfico,no Aeroporto Viru-Viru em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

Musumeci Julian Giovane Vincenzo.

Os três estavam na sala de pré-embarque do aeroporto e iriam embarcar em um avião da empresa de aviação Gol, que seguiria com destino a cidade de São Paulo, Brasil.

Durante a revista o explosivo teria sido encontrado dentro da mochila de um deles.

Foi confirmado posteriormente que foi encontrado dentro da mochila de  Musumeci Julian Giovane Vincenzo. Foram encontrados na mochila  uma banana de dinamite, uma cápsula de detonação e uma sacola plástica contendo um produto granulado, de cor rosa, que ainda será periciado, mas a primeira hipótese é que também seriam explosivos, como relata a matéria do jornal El Deber em sua edição do dia 14 de novembro.

O comandante da Polícia de Warnes,  Freddy Meneses, disse que “o crime de posse ou porte de explosivos perante as leis bolivianas, são tratadas com punições severas”.

“Hay el delito de tenencia y portación de explosivos, y en nuestro ordenamiento legal se ha establecido con sanciones drásticas”, disse o comandante.

20151116095023 (1)Os australianos identificados por seus passaportes eram Justin Maurice Wei kwong, de 25 anos, Musumeci Julian Giovane Vincenzo de 24 anos e Eales Lian Mark de 24 anos, foram detidos e estão presos  aguardando a decisão da justiça boliviana.

Os suspeitos alegaram para as autoridades que são turistas e que foram visitar as áreas de mineração de ouro e potássio, antes de chegarem à cidade de Santa Cruz. Alegaram que estavam em visita turística pelo país desde 23 de Outubro, quando passaram por La Paz, Sucre, Uyuni e Potosy, onde visitaram uma área de mineração onde adquiriram o explosivo

Na manhã de sábado 14 de novembro, o Ministério Público apresentou os suspeitos para um Juiz Cautelar, que decidirá o caso.

Os Australianos  Giovanni Vicenzo Musumesi Julian (24), Justin Maurice Kwong Wei (25) e Liam Mark Eales (25), aguardam a decisão do Juiz sendo que porte e posse de explosivos no país, especialmente em aeroportos, é punível com pena de 3 a 5 anos de prisão.

201511160950235646881f0de8055cce4877063c

 

El Deber 

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here