PF encontra corpos de jovens executados por não pagar ‘pedágio’

05c0cc3ee91fe59c3b51d93c082fd087A Polícia Federal encontrou manhã deste sábado (12) os corpos de Genes Moreira dos Santos Júnior, de 24 anos, e Marciano Cardoso Mendes, de 25, que estavam desaparecidos desde a última quarta-feira (9), após se negaren a pagar pedágio para índios em bloqueio da etnia Enawenê-nawê, na BR-174 em Juína, a 737 km de Cuiabá.

Segundo informações preliminares, os corpos estão em uma região de mata fechada. Há dificuldade no repasse das informações já que a equipe está em uma região sem sinal de telefonia celular. Familiares, amigos e moradores de Juína bloquearam a BR-174 para protestar pela morte dos jovens.

Os índios teriam assumido a autoria dos crimes depois que a Polícia Federal ameaçou invadir a aldeia na tarde deste sábado, caso não houvesse a confissão. Antes que o fato ocorresse, um indígena teria entrado em contato com os agentes federais, via telefone, e informado a localização dos corpos. 

SOBRE O CASO

Segundo testemunhas, os jovens teriam sido levados para a aldeia, em região de mata fechada, após terem sido perseguidos e capturados pelos índios. 

Nesta sexta-feira (11) os familiares tentaram saber se os rapazes estariam realmente mortos, pedindo que o governador Pedro Taques (PSDB) interferisse, já que a Funai não repassava qualquer informação. Segundo a família de Genes, ele e Marciano estavam indo para Vilhena revender roupas, eles também possuíam uma quantia de cerca de R$ 15 mil em dinheiro, que não foi encontrado até o momento. 

A Polícia Federal, sob o comando do delegado Hércules Ferreira Sodré, investiga o caso. 

 

Fonte: Reportermt

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here