A Polícia Federal (PF) realiza, nesta terça-feira (29), uma operação para frear um grupo criminoso suspeito de exploração ilegal contra uma floresta nativa concentrada na Terra Indígena Karipuna. O local fica no distrito de União Bandeirantes, região a pouco mais de 150 quilômetros do perímetro urbano de Porto Velho.

Na ação desta terça, os policiais apreenderam maquinários – tratores e pá de carregadeira –, documentos e aparelhos eletrônicos. Tudo o que foi recolhido pela PF passa por exames periciais.

A assessoria da PF ainda não informou se algum suspeito foi preso no local e disse que aguarda mais informações dos policiais que seguem trabalhando na operação.

Com a relação de provas recolhidas até o momento pela corporação, a PF informou que vai indiciar ao menos três pessoas investigadas. Elas irão responder por crimes de desmatamento ilegal de floresta nativa e furto de madeira.

Os instrumentos apreendidos, alem de documentos, passam por exames periciais. — Foto: Divulgação/Polícia Federal

‘Ponto de partida’ das investigações

As investigações começaram durante a Operação Curaretinga, deflagrada em 19 de setembro do ano passado. À época, a ação da PF foi movida em conjunto com o Exército Brasileiro, representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e com a Polícia Militar Ambiental.

Na ocasião, a corporação confirmou que os criminosos constantemente invadiam a Terra Indígena Karipuna com maquinários de grande porte. Os instrumentos, segundo a PF, eram usados para a derrubada de árvores e extração de madeira, devastando, assim, parte da vegetação nativa.

Também no curso da apuração policial, a PF constatou que os criminosos utilizavam propriedades rurais às margens de Karipuna para guardar os maquinários usados na extração ilegal de madeira.

Os suspeitos ainda teriam mantido pequenos agricultores e indígenas sob ameaças, caso não colaborassem com as atividades deles.

Operação foi deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (29) em União Bandeirantes.  — Foto: Divulgação/Polícia Federal
Operação foi deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (29) em União Bandeirantes. — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here