‘Papai’ Zuckerberg venderá ou doará até US$ 3 bi de ações do Facebook

Negócio ocorrerá ao longo de três anos, informou a empresa à SEC.
Após ser pai, CEO anunciou que se desfará de 99% de ações da empresa.

facebook-zuckerberg-filha

Mark Zuckerberg, cofundador e presidente-executivo do Facebook, doará ou venderá até US$ 3 bilhões de suas ações na rede social nos próximos três anos, informou a empresa nesta segunda-feira (1º) à SEC (equivalente norte-americana à brasileira CVM).

O anúncio é a forma da companhia oficializar os planos anunciados pelo executivo. Ao publicar uma foto de sua esposa, Priscilla Chan, e de sua filha recém-nascida, Max, Zuckerberg revelou que doará ao longo de sua vida 99% de suas ações no Facebook. Com o comunicado feito à SEC, esse plano é oficializado.

O informe não cita a quantidade de papéis a ser dispensada pelo executivo. Cita apenas que “ele presenteará ou, de alguma forma, passará adiante substanciais partes de suas ações do Facebook, ou o lucro líquido procedente do descontos de impostos após a venda dessas ações”.

O CEO do Facebook afirmou que fará isso para “buscar igualdade entre as crianças da próxima geração”. “Nós daremos 99% de nossas ações do Facebook – atualmente avaliadas em cerca de US$ 45 bilhões – durante nossas vidas para fazer avançar esta missão”, escreveu em seu perfil na rede social.

Segundo o informado à SEC, Zuckerberg criou a entidade Chan Zuckerberg Initiative para “cumprir a missão de promover o potencial humano e a igualdade por meio da filantropia, a defesa pública e outras atividades para o bem público”. Ele será o controlador da organização.

O executivo estabeleceu, segundo o Facebook, um plano para começar a se desfazer das ações que inclui venda ou doação de “não mais do que US$ 1 bilhão de ações do Facebook nos próximos anos”.

Ainda assim, Zuckerberg não deve deixar de ser um dos maiores acionistas da empresa. A rede social avisou que ele “pretende manter a sua posição majoritária no estoque de ações no futuro próximo”.

O presidente-executivo da rede social tirará licença-paternidade de dois meses. Após a decisão, o Facebook estendeu as licenças parentais de quatro meses aos funcionários de todos os 25 escritórios da empresa no mundo.

 

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here