Uma organização de missionários dos Estados Unidos tem um projeto para usar helicópteros com o objetivo de evangelizar tribos isoladas na Amazônia do Brasil.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou o antropólogo e pastor evangélico Ricardo Lopes Dias para liderar o programa federal de proteção de tribos não contactadas da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Por outro lado, a ONG “Survival International” condenou, nesta quarta-feira (11), o projeto, alegando que a iniciativa coloca em risco indígenas isolados, que poderão ser infectados por doenças.

Sarah Shenker, pesquisadora da ONG, declarou:

“Está claro que há uma decisão consciente do governo brasileiro de abrir os territórios indígenas para missionários evangélicos, como medida-chave para tomar suas terras e explorar seus recursos.”

E, segundo a agência France-Presse, declarou:

“Se não determos isto, muitas tribos serão aniquiladas.”



Fonte: Renova Mídia

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here