Novo carro da Tesla é resistente a ataques biológicos

Em um evento realizado na última terça-feira, 29, a Tesla apresentou seu novo modelo de carro elétrico de luxo, o Model X. O veículo tem vários recursos dignos de nota, mas um deles simplesmente fez com que todos os outros ficassem em segundo o plano: durante a apresentação, o CEO Elon Musk apresentou o que foi chamado de “modo de defesa contra armas biológicas”. Trata-se, basicamente, de um botão que ativa um filtro de ar ultra potente.

 
 

“Esse botão é real”, disse Musk. Segundo ele, esse modo poderá ser útil “se houver algum cenário apocalíptico de alguma natureza”. Ao apertar o botão, o carro ativa seu filtro de ar, dez vezes maior do que o filtro de um veículo regular.

 

Ah, e o carro ainda tem portas no estilo “asas de gaivota” (Divulgação)
Ah, e o carro ainda tem portas no estilo “asas de gaivota” (Divulgação)

Em comparação a outros modelos, sua capacidade de filtrar bactérias é 300 vezes melhor; 500 vezes melhor para filtrar alergênicos; 700 vezes melhor para filtrar poluição; e 800 vezes melhor para filtrar vírus. “O Model X fornece ar com qualidade hospitalar”, proclamou Musk durante o evento. “Estamos tentando ser líderes em cenários apocalípticos”, disse.

“Se houver algum ataque com armas biológicas, tudo o que você precisará fazer é entrar no seu carro”, afirmou a um repórter do jornal USA Today.

 

Os ícones dos botões do sistema de ar dão uma ideia do tamanho do drama (Reprodução / The Verge)
Os ícones dos botões do sistema de ar dão uma ideia do tamanho do drama (Reprodução / The Verge)

Bom, vale lembrar que o Model X não é só isso. O carro é capaz de ir de zero a 100 km/h em 3,2 segundos e pode chegar a 249 km/h. Com a bateria carregada, é possível percorrer cerca de 400 quilômetros.

E o preço de tudo isso é salgado: o veículo de luxo começa a ser vendido nos Estados Unidos pelo preço de US$ 132 mil (mais de R$ 530 mil). Bem caro, mas, pelo menos, você provavelmente estará a salvo se o apocalipse zumbi realmente acontecer.

 

 

Fonte: The Verge, USA Today e Business Insider

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here