Ministro chama ex-presidente da OAS de ‘grande parceiro’ em mensagem

jn-suitemanifestacoes_20150817203646Uma das mensagens identificadas pela Polícia Federal do Paraná no celular do empreiteiro Léo Pinheiro mostra o ministro Edinho Silva (Secretaria de Comunicação Social), então tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff em 2014, chamando o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro de “grande parceiro”. Pinheiro já foi condenado na Operação Lava Jato por envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

Na mensagem, trocada no dia 20 de agosto de 2014, durante a campanha presidencial,  o então tesoureiro pergunta ao ex-presidente da OAS: “O Dario é de que empresa? Edinho.”

À época, Edinho era responsável por arrecadar doações para a campanha à reeleição da petista.

Cerca de vinte minutos depois, Leo responde: “sócio e presidente da Galvão”. Na sequência, o ex-presidente da OAS recebe o seguinte texto na mensagem: “Lembrei. Obrigado pelo apoio. Você é um grande parceiro”.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here