Menino de 4 anos é espancado com cinto ao derrubar maquiagem, em RO

Mãe e padrasto são suspeito dos crime em Ouro Preto; eles estão presos.
Criança ficou sob responsabilidade do Conselho Tutelar do município.

5d74b3b6-e904-49a9-ace5-ca819f1d51b4

Um menino de 4 anos foi espancado com cinto após derrubar um estojo de maquiagem, emOuro Preto do Oeste (RO). De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime foi segunda-feira (17), mas só foi descoberto na terça (18) quando a criança estava na escola. Os suspeitos do crime são o padrasto e a própria mãe, que, segundo a Polícia Civil, confessou a agressão em depoimento. O casal está preso.

O G1 ainda não conseguiu localizar o advogado dos suspeitos do crime até a publicação desta reportagem.

De acordo com a PM, o espancamento aconteceu na noite de segunda, depois que a criança derrubou o estojo de maquiagem da própria mãe. Por causa da queda do objeto, mãe e padrasto passaram a agredir o menino com um cinto.

Depois de ficar com várias marcas de agressão pelo corpo, a criança foi dormir e na terça-feira se levantou e foi à escola normalmente. Enquanto estava na aula, a PM recebeu uma denúncia anônima sobre o crime e foi até a unidade escolar junto com o Conselho Tutelar. No local a equipe encontrou marcas roxas nas pernas, costas, braços e nádegas do menino.

Ao chegar na casa do aluno, os PMs encontraram a mãe e o padrasto do menino de 4 anos. Eles foram presos e depois levados à Delegacia de Polícia Civil. Segundo informou a Civil, a mãe confessou que agrediu a criança com o cinto em depoimento, pois ele havia derrubado o estojo de maquiagem dela no chão. Eles vão responder por lesão corporal.

Depois do depoimento, o marido e a esposa foram conduzidos ao Presídio de Ouro Preto do Oeste. Nesta quarta-feira (19), o padrasto da criança foi agredido por quatro detentos que estavam na mesma cela que ele. Conforme a unidade prisional, a agressão teria sido uma retaliação ao crime realizado pelo casal.

Ainda de acordo com a direção do presídio, um advogado esteve visitando a mulher no presídio de Ouro Preto. Já o marido dela ficou internado no Hospital Municipal recebendo atendimento por causa das agressões sofridas no presídio.

A reportagem do G1 ainda não conseguiu localizar o advogado do casal para verificar se ele vai entrar com habeas corpus. A criança de 4 anos ficou sob responsabilidade do Conselho Tutelar.

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here