Mãe de menina estuprada pelo pai desde 2013 é presa

Polícia entendeu que genitora teria condições de impedir atos contra a filha.
Crime só foi denunciado há 10 dias, após mulher ser agredida pelo marido.

sirene-noturna(6)-(1)(47)

A mãe da menina de 11 anos que era estuprada pelo próprio pai desde 2013 foi presa, na última terça-feira (21), após a Polícia Civil pedir a prisão preventiva da mulher, em Vilhena (RO), no Cone Sul.  Conforme investigações, existem elementos suficientes para sustentar que a mãe da criança tinha condições de impedir a continuidade dos estupros na filha, mas não reagiu.

No dia 13 de junho, a mãe foi até a delegacia após ser agredida pelo marido e, durante o registro policial, revelou que há cerca de 40 dias descobriu que ele abusava da filha e que ainda chegou a presenciar algumas relações sexuais.

Após a denúncia, ela e a menor foram encaminhadas ao exame de corpo de delito. Na análise, foi constatado que a menina não era mais virgem e que a ruptura do hímen não era recente. Conforme a polícia, há indícios de que os estupros começaram aos oito anos de idade.

Na ocasião, o suspeito foi preso em flagrante por estupro de forma continuada e violência doméstica, sendo logo depois encaminhado para a Casa de Detenção da cidade. Já a mãe havia sido indiciada por estupro continuado por omissão e respondia o processo em liberdade.

Porém, após o encerramento do inquérito policial, as autoridades entenderam que os motivos alegados pela mãe de não ter denunciado antes o marido não eram suficientes. 

“Apesar de ela declarar que não poderia agir devido há ameaças e agressões, entendemos que havia condições de impedir os abusos nem que fosse através de uma denúncia anônima feita por um telefone público”, disse o delegado Núbio Lopes de Oliveira.

Após ser presa, a mãe da menina foi levada ao presidio feminino. A criança e os dois irmãos, também menores de idade, estão sendo cuidados por familiares e recebendo auxilio do Conselho Tutelar e outros órgãos competentes.

 

 

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here