Jovens suspeitos de envolvimento no ataque a discoteca no Cairo são presos

Egyptian investigators check the scene of a nightclub attack in Cairo, Egypt, Friday, Dec. 4, 2015, which killed and wounded over a dozen people, Egypt's state-run news agency reported. MENA quoted an unnamed security official as saying three men on a motorcycle threw Molotov cocktails into the club in the Agouza district and then fled. (AP Photo/Amr Nabil) Mideast Egypt

As forças de segurança egípcias detiveram hoje (5) dois jovens implicados no ataque com coquetel molotv, na sexta-feira (4), a um restaurante e clube noturno no Cairo, que causou 16 mortos, anunciou o Ministério do Interior.

Os detidos, de 18 e 19 anos, fugiram numa motocicleta após o ataque e foram presos pela polícia na província do Suez, a nordeste do Egito.

Durante o interrogatório, um dos jovens admitiu ter disparado no local e ter lançado dois coquetel molotov com a ajuda de duas outras pessoas, que estão ainda em fuga, informou o Ministério do Interior.

Segundo o governo egípcio, a razão pela qual se deu o ataque mortal foi a recusa dos funcionários do clube Al Sayad em deixar entrar dois jovens no estabelecimento.

O dono do clube, Hussein Ramadan, disse na sexta-feira ao jornal Al Ahram, que existiam quatro homens envolvidos no ataque e que já foram identificados pela polícia, sendo que dois deles foram proibidos de entrar no estabelecimento noturno.

O ataque ocorreu às seis da manhã de sexta-feira, hora do encerramento da discoteca, e causou um incêndio no local, no bairro de Aguza, na rua paralela ao Nilo.

 

Fonte: Agência Brasil

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here