Jogador morreu asfixiado por comida, diz laudo preliminar

jogadorO laudo preliminar feito por legistas da Polícia Civil no corpo do jogador Lucas Jesus dos Santos, que era zagueiro do time sub-17 da Portuguesa, apontou que o atleta morreu por asfixia, provavelmente causada por refluxo de comida

Lucas foi encontrado morto no fundo da piscina do clube, no Canindé, em São Paulo, na quinta-feira (20). De acordo com a Folha de S.Paulo, o atleta havia participado de um churrasco na quarta-feira (19), quando os meninos e membros da comissão técnica comemoravam uma vitória da equipe contra o Água Santa. Na ocasião, uns 20 jogadores mergulharam na piscina, incluindo Lucas. O corpo do jogador foi encontado na manhã de quinta-feira (20).

Os companheiros de Lucas disseram à polícia que ele teria se queixado de dor de cabeça após sair da piscina. O delegado que investiga o caso, Eder Pereira e Silva, contou à Folha que o jogador foi visto pela última vez sentado em uma espreguiçadeira.

A ausência de Lucas foi notada, ainda segundo os companheiros de clube, quando o grupo se preparava para tirar uma fotografia e o jogador não estava presente.

Já de acordo com os legistas, que fizeram uma análise preliminar no corpo, o jogador foi vítima de asfixia por refluxo de comida. Com isso, a hipótese é que ele tenha voltado para a piscina e passado mal.

“Os garotos tinham apenas uma hora para usar a piscina e era a primeira vez. Estavam alegres e realmente podem não ter visto o corpo. Além disso, a água estava turva (escura) e suja”, contou o delegado à reportagem.

A investigação já descartou a possibilidade de homicídio. Já a Portuguesa pode ser responsabilizada, pois a piscina não tinha nenhum salva-vidas no momento do ocorrido.

Fonte: Notícia ao Minuto

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here