Homem é executado a pauladas próximo à entrada de Cacaulândia área rural

96c1d01e-35d3-4efb-80c0-3fa399ffb886

Por volta das 07h30min da manhã desta sexta-feira, (05/02), a Central de Operações (C.O.) do 7º BPM recebeu a informação que no Km-487 da BR-364, ao lado da Linha C-45, havia um homem morto. Os Policiais Militares da Patrulha Delta: Sampaio e Rafael, comandados pelo Cabo Reginaldo, foram para o local onde já estava a Patrulha Charlie e localizaram o corpo de Valmir Gomes da Silva, de 55 anos, conhecido por Miro. A vítima residia em um Lote vizinho, mas há cerca de dois meses estava trabalhando no local para um cidadão conhecido por Edinho que tinha arrendado o sítio, onde foi executado. Passavam 15 minutos da meia-noite desta sexta-feira, (05/02), quando a vítima foi visitada pelo motorista do patrão que estava em um caminhão boiadeiro. Pela manhã Valmir foi encontrado morto pelo irmão dele que mora ao lado do sítio e que também era sócio da vítima em algumas terras nas proximidades, sendo que a vítima tinha outro irmão que também era vizinho de Lote. Na localidade passou um homem conhecido apenas pela alcunha de Léo, que já tinha trabalhado para o patrão da vítima e que segundo informações levantadas pelos Policiais Militares, era um usuário de substâncias entorpecentes que possui passagens pela Polícia e tem a cópia das chaves da residência. Os Policiais foram informados que na região haveria conflitos por interesse em compra de terras que não estão à venda. É bastante provável que a vítima estava dormindo quando recebeu a primeira paulada na cabeça, pois havia muito sangue na cama, nas paredes, no piso e inclusive no teto, sendo que não existiam sinais de arrombamento em nenhuma das portas da residência. A Polícia Técnico-Científca (POLITEC), esteve no local realizando os trabalhos periciais e em seguida liberou o corpo para a Funerária São Jorge que estava de plantão. A guarnição percebeu que durante os trabalhos periciais, nenhum irmão da vítima estava no local para acompanhar as investigações ou prestar maiores esclarecimentos. Mediante os fatos a Ocorrência nº 045/16 foi registrada na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Vida, que já está investigando o caso.

a5a205a5-dbdd-4cab-92ef-24844f5d9f62-vert(1)

Fonte: Ariquemes 190

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here