A Defesa Civil do Município de Porto Velho está reforçando o trabalho de monitoramento quanto a elevação do nível do rio Madeira, especialmente em função dos fenômenos naturais ocorridos no rio Beni, na Cordilheira dos Andes, Bolívia. Para a Defesa Civil, não há motivos para pânico.

Como as águas que descem das cordilheiras em direção ao norte chegam até o rio Madeira, influenciando no comportamento do nível do mesmo, a Defesa já vem acompanhando os dados repassados por instituições como Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Agência Nacional das Águas e Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), além do monitoramento em campo dos colaboradores da Defesa.

Na última quarta-feira (6), o nível do rio Madeira encontrava-se três metros abaixo do mesmo período do ano passado. A medida que o nível do rio se eleva, a Defesa intensifica a propagação de informações, junto ao trabalho de fiscalização de áreas consideradas de risco.

“Vale ressaltar a existência do Plano de Contingência que abrange diferentes medidas de assistência à população”, disse o coordenador, Edmilson Hobold Machado, ao anunciar uma vistoria na região do baixo Madeira, prevista para acontecer na próxima terça-feira.



Fonte: Comdecom

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here