Guilherme Oliveira, de 21 anos, foi encontrado morto nesta sexta-feira (17) às margens de um igarapé perto da BR-364, em Ariquemes (RO). O jovem desapareceu no dia 10 de abril, quando saiu de casa para buscar o carro no travessão B-40, zona rural do município.

Ele é irmão da adolescente Camila Sacoman de Oliveira, de 17 anos, que foi morta e teve o corpo carbonizado em abril do ano passado, em Buritis (RO). Segundo a polícia, o corpo de Guilherme tinha marcas de tiros.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipes de buscas, incluindo amigos de Guilherme, acharam um corpo já em decomposição na Linha C-55 da BR-364. Conforme a polícia, Guilherme foi reconhecido por uma testemunha através de uma tatuagem e o corpo tinha lesões características de tiros.

O local onde o corpo estava foi isolado e a perícia técnica deu início aos trabalhos de investigação. Um par de chinelos e uma garrafa pet também foram encontrados na área. Um exame tanatoscópico deve descrever as causas da morte. O caso foi registrado como homicídio.

De acordo com André Ribeiro, um amigo de Guilherme, o jovem saiu de casa no dia 10 de abril de bermuda, camiseta e chinelo e disse que iria buscar o carro dele na zona rural do município. Um outro amigo do rapaz o deixou na estrada para ele esperar o veículo, e essa foi a última vez que ele foi visto.

“Saiu de bermuda pra voltar rapidinho, deixou o ar do quarto ligado e o tereré na mesa. Era só ir buscar o carro dele e voltar”, comentou.

Nem André, e nem o amigo que o deixou no local sabem a identidade da pessoa que estava com o carro de Guilherme. O veículo do rapaz foi encontrado no dia 14 de abril, na linha 4, da RO-470, zona rural de Nova União. O carro foi periciado e levado para o pátio da delegacia em Ouro Preto do Oeste (RO).



Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here