Hobin, um cão farejador da raça Pastor Belga Malinois, ajudou o Departamento de Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil de Rondônia, a localizar 12 quilos de cocaína em um carro. Esse montante foi avaliado em cerca de R$ 300 mil. A apreensão de drogas aconteceu em Porto Velho.

A busca fez parte da Operação Hórus, de combate a crimes na fronteira. Na ocasião, os policiais identificaram um homem suspeito que viajava de Guajará-Mirim para Porto Velho e avisaram os agentes da capital.

Quando o suspeito chegou à capital, foi abordado, porém, os policiais não encontraram droga. Diante da contradição, os policiais levaram ele com o carro até a sede do Denarc. Através do Núcleo de Operações com Cães (Noc), a droga foi encontrada no fundo falso da carroceria do veículo.

Para o delegado e diretor do Departamento de Narcóticos, Raimundo Mendes, os cães são de extrema importância para a busca de drogas. “A vantagem é a certeza que iremos apreender esses entorpecentes, temos a rapidez na identificação do odor, e assim diminuímos a margem de erro”.

Raimundo ainda explica, que mais duas cadelas estão em fase de treinamento e vão somar à equipe. “Essas duas cachorras estão em finalização do treinamento, assim que elas concluírem vão se juntar ao Hobin no combate ao tráfico de drogas”.

Fonte: SECOM

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here