Cantor rondoniense Léo Nascimento se apresenta nos EUA

Fenômeno de mídia no Brasil, Léo Nascimento se apresentará no restaurante Delícia de Minas, em Newark

leo_nascimento

No sábado (22), às 22 horas, a revelação da música sertaneja, Léo Nascimento, se apresenta no restaurante Delícias de Minas, em Newark (Nova Jersei – EUA). O espetáculo é mais uma realização da casa, que tem encampado esforços no sentido de trazer estrelas da música popular brasileira para se apresentarem nas comunidades residentes em New Jersey e regiões vizinhas. Nos últimos anos, o Delícias de Minas se tornou uma casa de espetáculos com shows para todos os gostos, recebendo artistas de renome no Brasil.

Origem humilde:

Após um dia longo de trabalho, Leandro Berg, nome de batismo de Léo Nascimento, natural de Rondônia, voltava para casa quando viu um violão pendurado na parede de um bar e pediu ao proprietário para tocá-lo. De camiseta e calça jeans suja de cimento, ele sentou-se na calçada e tocou o instrumento, enquanto um amigo filmava a cena. Na letra da música, ele conta a história de um amor adolescente que não teve final feliz. A mãe da moça descobriu o namoro e proibiu a relação. O vídeo foi gravado numa sexta-feira e já na segunda-feira ele tinha recebido mais de 1 milhão de visualizações.

Em pouco tempo depois as emissoras televisão TV Globo, Record e SBT o procuraram para entrevistas e sua história conquistou o Brasil. Aquele jovem de roupas simples sentado na calçada transformou-se em Léo Nascimento, um artista que faz até 20 shows por mês e viaja todo o Brasil. O salário de R$ 700 mensais agora chega a R$ 30 mil de cachê por show, podendo chegar a R$ 80 mil. A história serviu de inspiração para a canção “Tatuagem”, interpretada por ele.

Projeto Fogão de Lenha:

A série de apresentações é mais uma iniciativa do projeto cultural Fogão de Lenha, que tem o objetivo de trazer aos Estados Unidos alguns dos grandes nomes da música popular brasileira. No palco do Delícia de Minas já se apresentaram o carioca Jorge Vercillo, que se juntou a cantores e compositores como Celso Adolfo, Paulinho Pedra Azul e Flávio Venturini, que tiveram casa lotada  e transformaram o local a nova porta de entrada para a MPB no Estado Jardim.

Fonte: Brazilianvoice

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here