Buscas por idoso que sumiu há 50 dias em mata são suspensas, em RO

Manoel da Silva, de 75 anos, se perdeu durante excursão em reserva. Parque tem mais de 700 mil hectares; filho acredita que pai está vivo.

1441192779

As buscas pelo idoso de 75 anos que desapareceu há 50 dias dentro da reserva florestal Pacáas Novos foram suspensas a pedido da família. Localizado no distrito de Tarilândia, em Jaru (RO), o parque tem mais de 700 mil hectares e abriga milhares de animais selvagens, como onças e cobras.

Conforme o Corpo de Bombeiros, Manoel da Silva se perdeu na floresta em meados de julho, durante uma excursão com um amigo, que ainda não foi identificado pela Polícia Civil. O passeio pela selva foi feito escondido da família, que mora em Jaru.

De acordo com o filho do idoso, Luiz Mamedio, desde quarta-feira (26) os bombeiros e uma equipe do Núcleo de Operação Aéreas (NOA) de Porto Velho faziam buscas pela mata, porém encontraram apenas vestígios por onde o aposentado passou. “Vimos trilhas que ele fez e até um acampamento onde ele dormiu e comeu. Pelas trilhas, dá pra perceber que ele está tentando sair da reserva”, afirma.

A família teme que Manoel seja atacado por algum animal. Segundo Mamedio, a região possui várias cobras, onças e índios selvagens. “Em uma noite, enquanto dormíamos, ouvimos onça esturrando perto do acampamento. A região é muito perigosa”, afirma.

Trabalhos
Para tentar encontrar Manoel, três equipes foram montadas com objetivo de percorrer a mata. “Dividimos por pontos. O primeiro foi a ponte de entrada e o segundo o local onde meu pai realmente queria ir, porém só encontramos trilhas e acampamentos feitos por ele durante estes 50 dias na selva”, conta. Enquanto iam por terra, a equipe do NOA sobrevoava a região com helicóptero.

Luiz tem certeza que o pai está vivo e por isso optou em suspender as buscas temporariamente. Caso até quinta-feira (3) o idoso não retorne para casa, a família diz que vai pedir para as equipes retomarem os trabalhos na reserva do Pacáas Novos.

“A gente fez o que pôde até agora. Toda equipe fez um bom trabalho, mas a região é grande. O trabalho do NOA, sob o comando do major Carlos Lopes Silva, e dos Bombeiros, com o coronel Rodrigues, foram especiais. Fizemos tudo que pudesse ser feito, mas não encontramos meu pai”, diz esperançoso.

Excursão
A filha de Manoel, Vanda Mamedio contou por telefone ao G1 que o pai faz excursões em matas há cerca de 40 anos junto com amigos. “Ele organizou a ida muito bem escondida da gente. Como ele é separado e mora sozinho, facilitou para que ele organizasse, os mantimentos. Ele arranjou companhia e nos disse que iria para Mirante da Serra (RO) atrás de uma namorada”, conta.

Segundo família, idoso faz excursão em mata há 40 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao descobrir que o idoso não tinha ido para a casa da suposta namorada, os familiares noticiaram o caso à polícia e começaram a procurá-lo. Juntando as informações entre os amigos de Manoel, suspeitaram que ele tivesse ido para a mata.

Já no distrito de Tarilândia, os filhos encontraram a casa onde o pai e mais dois amigos dormiram. “O dono da casa nos contou que meu pai e dois amigos entraram na mata e pediu para avisar que sairia da mata em até 20 dias”, conta Vanda.

Um dos amigos desistiu da viagem logo no primeiro dia e retornou para Jaru, mas Manoel e outro amigo, que a polícia ainda não identificou, continuaram a aventura dentro da mata.
Para Vanda, a situação é muito angustiante. “A gente fica com o coração na mão, não é?  Meu pai tem hipertensão, problemas cardíacos, além das outras dificuldades que um idoso naturalmente tem. Era para ele ter uma vida tranquila e não se aventurar dentro da mata”, lamenta a filha.

Fonte: G1

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here