5cb65828042f9334dd39c4a44679e4f1a2f300e7
O argentino Lionel Messi disputa a bola com o colombiano James Rodríguez

Contando com um inspirado Lionel Messi, autor de um gol e duas assistências, a muito criticada Argentina venceu por 3 a 0 a Colômbia, nesta terça-feira, em San Juan, e voltou à zona de classificação à Copa do Mundo da Rússia-2018.

 

Mordida pelos recentes resultados ruins que afundaram a equipe em uma crise sem tamanho e colocaram em real perigo as chances de classificação à Copa do Mundo, a seleção argentina respondeu às críticas com uma atuação convincente e somou três importantes pontos sobre um rival direto na tabela.

Com Messi ditando o ritmo, a ‘Alviceleste’ construiu sua vitória no primeiro tempo em cobrança de falta genial do craque, aos 10 minutos de jogo, e em cabeçada certeira de Lucas Pratto, em cruzamento preciso do camisa 10, aos 22.

No segundo tempo, aos 39, Messi roubou a bola no ataque e só rolou para Di Maria fechar a conta.

Com a vitória, a Argentina pulou da 6ª para a 5ª colocação, com 19 pontos, e se apropriou da vaga na repescagem das eliminatórias, ultrapassando justamente a Colômbia (6ª com 18 pontos) na tabela.

Na próxima rodada, no dia 23 de março, Messi e companhia tentarão sacramentar sua posição na zona de classificação das eliminatórias sul-americanas contra os chilenos, outro adversário direto por uma vaga na Rússia-2018, na revanche das últimas duas finais da Copa América, perdidas nos pênaltis para a ‘Roja’.

– Messi não demora para decidir –

Após a humilhante derrota por 3 a 0 sofrida diante do Brasil na quinta-feira, o técnico Edgardo Bauza, muito pressionado, optou por mexer na equipe, fortalecendo o meio de campo com a entrada de Banega e colocando o atacante Lucas Pratto, do Atlético Mineiro, como centro-avante, no lugar do muito criticado Higuaín.

Deu certo. Menos isolado, Messi mandou no meio de campo e foi responsável pelas chances mais perigosas de gol da Argentina, inclusive abrindo placar logo aos 10 minutos de jogo.

No lance, o cinco vezes melhor do mundo recebeu na entrada da área e foi derrubado. Ele mesmo cobrou e mandou a bola no ângulo do goleiro Ospina, que nada pôde fazer.

O gol foi de grande alívio para a equipe de Bauza e para a torcida, que lotou o estádio de San Juan del Bicentenario e estava apreensiva com mais uma possível decepção de sua seleção.

A vantagem no placar deixou a seleção argentina leve em campo e Messi, mostrando muita vontade, impressionou pelos dribles e passes de efeito.

Não demorou até o craque do Barcelona voltar a ser decisivo.

Aos 22 minutos, Messi recebeu na ponta esquerda, passou como quis pelo marcador e cruzou na cabeça de Pratto, que finalizou com perfeição, premiando o bom primeiro tempo do sempre muito combativo atacante do Atlético Mineiro.

No segundo tempo, a Argentina, ciente da importância de somar três pontos, voltou do vestiário mais cautelosa, valorizando mais a posse de bola.

Com isso, criou menos chances e viu a seleção colombiana crescer pouco a pouco na partida e ganhar confiança para buscar um resultado melhor.

Quando as coisas pareciam se complicar, porém, surgiu novamente Messi.

Aos 39 minutos, o melhor do mundo mostrou toda sua vontade e garra, roubando a bola da defesa colombiana no ataque, invadindo a área e tocando para Di Maria, praticamente debaixo do gol, mandar a bomba e selar a vitória ‘Alviceleste’.

Fonte: AFP

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here