“Rio de lixo” ameaça população do Líbano

As autoridades da capital libanesa, Beirute, decidiram fechar um dos maiores aterros sanitários da região no meio do ano passado. O problema é que ninguém planejou um novo destino para todos os resíduos que eram despejados lá. Como resultado, as ruas da cidade observam o surgimento do que os locais estão chamando de um “rio de lixo”. De acordo com entidades locais, mais de 2 milhões de toneladas de detritos tóxicos estão a céu aberto, sem tratamento.

2rio-de-lixo-ameaca-populacao-do-libano

Segundo a rede de notícias CNN, o lixo começou a se acumular na cidade no início de novembro, meses após o fechamento do aterro. Com o passar dos meses o volume foi só aumentando e a população começou a protestar por alguma solução, mas tudo que receberam de volta foram duras repressões dos militares. “Este costumava ser um lugar tão bonito, mas olhe agora, Nós não conseguimos mais nem caminhar por aqui”, reclama um morador à CNN.

 

Thousands of packed garbage bags in Jdeideh, a northern suburb of Beirut, Lebanon, Feb. 23, 2016. The country has struggled to resolve its trash crisis since last summer. Hasan Shaaban—Reuters

A maior preocupação dos cidadãos é com a contaminação que o lixo potencialmente representa. Especialistas libaneses já alertaram que a chuva pode carregar toxinas e contaminar o lençol freático, prejudicando o fornecimento de água da cidade. Enquanto o Governo não toma nenhuma atitude, a população começou a queimar os resíduos para se ver livre deles, mas a iniciativa precisou parar uma vez que a fumaça liberava partículas cancerígenas no ar. “Doenças, câncer, nós estamos morrendo aqui. Olhe para o que eles estão fazendo. A solução é que morrer lentamente”, queixa-se outro local.

 

 

Fonte: POP

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here