Sicoob gif

Uma juíza argentina negou o pedido de presos de Puerto Madryn, na província de Chubut, na Patagônia, que solicitavam uma TV para que pudessem assistir à Copa do Mundo.

Segundo o Extra, os presidiários ameaçaram uma greve de fome, caso não fossem atendidos. Eles também usaram a Constituição para dar base à solicitação.

“Nós nos dirigimos com o maior respeito que a sua pessoa e posição merecem, a fim de trazer a nosso favor um mandado de habeas corpus segundo a Lei 23.098 e protegido pela Constituição. Nós viemos da melhor maneira pedir-lhe para arbitrar os meios para consertar o cabo da TV, uma vez que há três dias não funciona e é um direito indispensável para toda pessoa privada de liberdade, como afirma a Lei”, diz a carta dos detentos enviada à Justiça.

A Argentina estreia sábado no Mundial, contra a Islândia. No Grupo D estão também Croácia e Nigéria.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here