Polícia encontra corpo do suspeito de matar esposa e o enteado em Castanheiras

Prisão temporária do suspeito havia sido decretada na segunda-feira (18). Segundo a polícia, homem estrangulou as vítimas e jogou os corpos no Rio Machado.

Sicoob gif
Oclecio da Cruz Almeida foi encontrado morto nesta quarta-feira, 20 (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Suspeito de ter matado a esposa e o filho dela estrangulados e jogado os corpos no Rio Machado, Oclecio da Cruz Almeida, de 40 anos, que estava foragido desde segunda-feira (18), foi encontrado morto no final da manhã desta quarta-feira (20), na mata de uma propriedade particular de Castanheiras (RO), a cerca de 450 quilômetros de Porto Velho.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia do Interior, Arismar Araújo, provavelmente a vítima cometeu suicídio. Ainda assim, exames serão realizados para comprovarem a causa da morte.

De acordo com Arismar, o local onde o corpo foi encontrado possui uma trilha e nela estavam diversos pertences das vítimas.

“O local onde o corpo foi encontrado é bastante isolado, distante. Estamos realizando os trabalhos periciais. Encontramos ele em uma árvore bastante alta e objetos da vítima em uma trilha. Foi um dia bastante cansativo, estávamos trabalhando na busca desde o início da manhã”, conta Arismar.

A prisão temporária do suspeito havia sido decretada na segunda-feira (18), depois que os corpos foram encontrados.

Entenda o caso

O homem era o principal suspeito de ter matado uma criança de cinco anos e a mãe, que era esposa de Oclecio. O corpo do menino foi encontrado por pescadores que estavam próximos a uma ponte sobre o Rio Machado quando o visualizaram, na manhã de segunda-feira (18).

No fim do mesmo dia, o corpo da mãe da criança foi encontrado, na mesma região. Ainda na segunda-feira a Justiça decretou a prisão temporária de Oclecio.

As vítimas foram veladas e enterradas em Cacoal (RO), cidade em que moravam, na terça-feira (19).

Fonte: G1

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here