Sicoob gif

O nascimento de um pinto com quatro patas, no último dia 14 de março, intrigou os moradores do município de Mâncio Lima, no interior do Acre. O animal nasceu na granja de Dienes Lima, que é professor da Universidade Federal do Acre e mantém o local há 8 anos.

“No momento do nascimento, imaginei que ele fosse morrer, pois sempre que um animal nasce com alguma anomalia morre horas depois do nascimento. Coloquei na chocadeira 90 ovos e nasceram 78 pintos, todos normais, menos este. Os outros irmãozinhos dele, já vendi, todos nasceram em perfeitas condições físicas”, disse ele, em entrevista ao G1.

Dienes trabalha com processo de incubação artificial e diz que a anomalia pode ser consequência da consanguinidade. “Trabalhamos com codornas e sabemos que a consanguinidade é um fator de risco. E nas codornas, onde cruzamos pais com filhos, isso nunca aconteceu”, diz.

O especialista Luiz Leite, que é veterinário do Instituto Desenvolvimento Agroflorestal do Acre (Idaf), acredita que “pode se tratar de uma questão de consanguinidade, que é um fato comum na região”, diz ele, que ficou surpreendido com o pintinho de quatro patas.

“São fatos raríssimos que se manifestam na genética. Só com o passar do tempo que se pode observar o que vai acontecer. Esta é a primeira vez que vejo esse tipo de anomalia em aves”, finaliza o veterinário.

Fonte: Notícias ao minuto

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here