O papa Francisco realizou neste domingo (8) a oração do Angelus na biblioteca do Palácio Apostólico e não da janela de seu escritório no Vaticano, como é feito tradicionalmente. A missa, por sua vez, foi transmitida via internet e passou ao vivo em telões instalados na Praça São Pedro.

Segundo a Santa Sé, a medida é uma tentativa do Vaticano para evitar a formação de aglomerações e diminuir os ricos de difusão do novo coronavírus. O país confirmou o primeiro contágio da doença nesta sexta-feira (6).

“É estranha essa oração do Angelus, com um papa preso na biblioteca. Mas eu os vejo e estou perto de vocês”, disse o Pontífice.

A Praça São Pedro, que costuma receber milhares de fiéis no Angelus, estava bem vazia. Na oração, o Papa expressou sua proximidade com as pessoas que sofrem da epidemia de coronavírus.

“Estou próximo em oração pelas pessoas que sofrem da atual epidemia de coronavírus e por todos aqueles que cuidam dela. Uno-me aos meus irmãos bispos para encorajar os fiéis a viver esse momento difícil com a força da fé, a certeza da esperança e o fervor da caridade. A época da Quaresma nos ajuda a dar um sentido evangéligo também neste momento de provação e dor”, disse Francisco.

Na transmissão, o líder da Igreja Católica aparentou estar melhor do resfriado que o atingiu nos últimos dias. A oração foi feita diante de um púlpito, com a pintura de Jesus ressuscitado ao fundo.

A audiência geral desta quarta-feira (11) também será realizada com o mesmo procedimento da oração do Angelus. As transmissões das missas do Papa via internet devem ser feitas até o dia 15 de março.

Após encerrar a missa, o Francisco foi até a janela do Vaticano e acenou para os poucos fiéis presentes na Praça São Pedro.



Fonte: Ansa

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here