Uma mãe pediu à namorada para encharcar seu bebê com gasolina e queimá-lo até a morte nos EUA. O estado de Louisiana requisitou que Hanna Nicole Barker (23) receba a sentença de pena de morte se for condenada pelo assassinato do bebê de 6 meses, Levi Cole Ellerbe, em julho de 2018.

Na semana passada, o estado apresentou uma moção, um ano após Barker ser presa e por suspeita de pedir à namorada Felicia Marie-Nicole Smith (26) para matar Levi.
  
Hanna Barker, da cidade de Natchitoches em Louisiana, alegou que seu bebê Levi foi sequestrado por duas pessoas que bateram em sua porta, que foi borrifada no rosto com spray de pimenta e que os sequestradores fugiram com a criança. Ela disse em seu depoimento que ligou para o 911 para informar que seu filho estava desaparecido. Uma hora depois, uma mulher que dirigia para casa, vendo fogo em uma colina próxima ao lado de uma ferrovia, informou a polícia que descobriu o local do crime.

De acordo com investigações da polícia, a namorada Felicia carregou Levi a pedido de Hanna e encharcando-o com gasolina, o queimou. A namorada de Hanna foi presa quatro dias depois e acusada de homicídio de primeiro grau.

A mãe, Hanna Barker, também foi presa e acusada da mesma ofensa. O bebê Levi foi encontrado com queimaduras de 3º grau em 90% de seu corpo, e morreu no dia seguinte.

Durante uma audiência em setembro passado, um tenente do corpo de bombeiros local disse ao juiz que Hanna e Felicia tinham um relacionamento afetivo, mas que Felicia estava mais interessada no relacionamento do que Hanna.

Hanna informou às autoridades que ela se relacionava com Felicia apenas por atenção e dinheiro, e que ela pediu a sua amante que matasse seu filho Levi. Os advogados de Barker disseram que não há provas para provar essa alegação.

Hanna já havia sido condenada por delitos de drogas e estava em liberdade condicional na época do assassinato. De acordo com a polícia local, Hanna havia violado os termos de sua condicional por ter Felicia em sua casa.

Hanna Barker irá a julgamento em janeiro de 2020 e sua namorada Felicia ainda não foi indiciada, mas estará de volta ao tribunal no final deste mês. Os promotores provavelmente também solicitarão a pena de morte se ela for condenada.

Pena de morte nos EUA
A pena de morte nos Estados Unidos é oficialmente permitida em 30 dos 50 Estados, bem como pelo governo federal. Cada Estado que permite a pena de morte possui diferentes leis e padrões quanto aos métodos, limites de idade e crimes que qualificam para esta penalização.

Os Estados Unidos são o 7º país onde mais pessoas são executadas anualmente; atrás da China, Irã, Arábia Saudita, Iraque, Paquistão e Egito.

Cinco métodos são utilizados no país atualmente: a injeção letal, a eletrocussão, a câmaras de gás, o enforcamento e o fuzilamento. A injeção letal domina como método de execução. De junho de 2000 a julho de 2006, apenas 6 das 387 execuções foram por um método diferente.

Alguns estados permitem que os condenados escolham o método pelo qual serão mortos.

No estado de Lousiana a pena de morte é aplicada pelo método da injeção letal.


Fonte: Metro

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here