O caso foi registrado na delegacia da Polícia Civil de Cerejeiras, no último dia 27 de março, pelos pais da vítima, porém, os fatos se deram no dia 10 do mesmo mês.

Segundo informações, no dia do crime, os pais da vítima, que são funcionários 

 

do suspeito, embarcavam varias cabeças de gado no caminhão gaiola do patrão, pois este os levaria para outra propriedade.

Após o embarque, o suspeito alegou que precisaria que alguém o acompanhasse até a porteira da propriedade, que fica a cerca de 200 metros da sede, para abrir a mesma. Neste momento, a mãe da menina, de apenas 11 anos, solicitou que a mesma acompanhasse o agente, e avistou que o

 

 veículo ficou parado em frente à referida porteira por cerca de meia hora, no entanto, não foi ver o que estava ocorrendo devido ter acreditado que se tratava de problemas mecânicos no veículo.

Após alguns dias dos fatos, a mãe da vítima presenciou o patrão passando a mão nas pernas da filha e ao questioná-la sobre tal intimidade, esta acabou confessando que no dia que o acompanhou até a porteira, este a teria abusado sexualmente, tapando sua boca com as mãos para que ela não gritasse.
Diante dos relatos da menina, os pais da criança denunciaram o suspeito e este teve um mandado de prisão preventivo cumprido na última sexta-feira, 06, para a apuração dos fatos.


Fonte: Extra de Rondônia

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here