Coreia do Norte confirmou nesta terça-feira (10) um “teste de artilharia de longo alcance” realizado ontem, além de ressaltar que foi supervisionado pelo líder do país, Kim Jong-un.

O teste, de acordo com a agência de notícias norte-coreana KCNA, tinha como objetivo rever “a capacidade de contra-ataque militar surpresa dos destacamentos de artilharia de longo alcance no front”.

A nota, no entanto, não especifica que tipo de armamento foi utilizado ou onde os exercícios militares ocorreram, embora as fotos que acompanham a informação mostrem vários lança-foguetes e disparos de armas de grande calibre.

De acordo com os Chefes de Estado Maior da Coreia do Sul, o julgamento consistiu em pelo menos três projéteis disparados a partir da cidade de Seondeok em direção ao Mar do Japão (chamado de Mar Oriental pelas duas Coreias) na segunda-feira (9).

Os projéteis percorreram uma distância máxima de cerca de 200 quilómetros e chegaram a atingir 50 quilômetros, de acordo com as autoridades militares sul-coreanas.

O teste de segunda-feira foi o segundo em uma semana – no último dia 2, houve o lançamento de vários mísseis de curto alcance perto da cidade de Wonsan, de frente para o Mar do Japão.

Esses lançamentos recentes, segundo especialistas, parecem corresponder ao que Pyongyang vem testando desde agosto de 2019 e que serviços de inteligência chamaram de KN-25, um tipo de foguete disparado a partir de uma plataforma móvel que carrega quatro tubos de lançamento.

Em 1º de janeiro, o ditador norte-coreano anunciou que a Coreia do Norte está desenvolvendo uma nova “arma estratégica”.



Fonte: EFE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here