Pelo menos 30 pessoas foram mortas durante o funeral do general iraniano Qassem Soleimani depois de uma confusão.

Mais de 190 pessoas foram feridas, segundo a mídia local.

O diretor da Organização de Emergências, Pir Hosein Kolivand, explicou à televisão estatal iraniana que a tragédia foi causada por uma aglomeração no funeral do ex-comandante da Força Quds, unidade especial dos Guardiões da Revolução Islâmica.

Soleimani foi morto em um ataque dos Estados Unidos na última sexta-feira (3), perto do aeroporto de Bagdá, no Iraque. O funeral do general atraiu milhares de pessoas em Teerã na manhã de segunda-feira (6).

O corpo do general está seguindo até a sua cidade natal, Kerman, onde ele será enterrado. Mas, por causa da multidão, o enterro foi adiado.

A morte do general

Soleimani controlava as Forças Revolucionárias Iraniana e era considerado um dos homens mais poderosos do país. A ordem para a morte dele partiu diretamente do presidente dos EUA, Donald Trump.

A morte do general deixou a região ainda mais instável, com troca de ameaças entre os Estados Unidos e o Irã. Trump enviou mais 3 mil soldados americanos para reforçar a presença militar na região e o Irã prometeu que vai se vingar.

 



Fonte: R7

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here