concurso público da Assembleia Legislativa de Rondônia (Concurso ALE RO 2018) será divulgado em até 30 dias. De acordo com o Procurador-Geral do legislativo, Andreive Ribeiro, a Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (FUNRIO) será a instituição responsável pelo concurso. O edital está previsto para ser publicado em até 30 dias.

Ainda conforme informações do Procurador, a banca organizadora já foi publicada no Diário da Assembleia. A expectativa é que a qualquer momento o contrato entre as partes seja assinado. “Nesse edital virá o prazo e o valor de inscrição, data da prova, os assuntos que irão cair na prova, entre outras”, disse.

O Concurso Assembleia Legislativa ALE RO 2018

O concurso ALE/RO 2018 contará com 32 vagas, das quais 22 serão reservadas para cargos de ensino superior e 10 para nível médio. Os salários oferecidos variam entre R$ 3.218,50 e R$ 7.903,10. As taxas também estão definidas. “Podemos adiantar que o valor da taxa de inscrição para nível médio custará R$ 100,00, para nível superior o valor será de R$ 150,00 e para o cargo de Procurador será de R$200”, acrescentou Ribeiro.

As vagas irão suprir a necessidade da Casa, e surgiram por razões diversas como servidores que se aposentaram, que pediram exoneração por motivo de mudança de Estado, entre outras.

A realização do concurso da Assembleia/RO é um compromisso do presidente da Assembleia, deputado Jalser Renier (SD). “A Casa irá oportunizar a população que almeja a ingressar no serviço público, inclusive promovemos, por meio da Escola do Legislativo, cursos preparatórios gratuitos para concursos. É o sonho de muitas pessoas terem uma estabilidade financeira e essa será a chance com esse concurso da Assembleia Legislativa, que irá contribuir significativamente para a vida daqueles que estão se preparando para concorrer a uma oportunidade de emprego”, disse.

Necessidade de Concurso Assembleia Legislativa ALE RO 2018

Em números, o legislativo conta com 300 funcionários efetivos. No entanto, a partir do ano de 2018, pelo menos 200 vão para o quadro de inativos, reduzindo o quadro em mais de 60%. Para resolver a situação, está sendo feito o levantamento de necessidade de pessoal para convocação imediata e também para cadastro de reserva.

O legislativo anunciou no dia 19 de de setembro, o projeto de resolução que autoriza a realização do certame. A assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa informou que a iniciativa é de extrema importância, em virtude da grande necessidade de preenchimento de vagas, em decorrência da redução do quadro de servidores efetivos. A casa não realiza concursos públicos há 30 anos, – o último certame aconteceu em 1986 -, o que decorre em quase todos os servidores estatutários já estão completando o tempo necessário para solicitar aposentadoria.

Ainda conforme Maurão de Carvalho, há a previsão da Casa de Leis mudar para a nova sede até fevereiro de 2018 e com isso, precisará de novos servidores. “Estão faltando pequenos acabamentos, instalação de rede lógica, mobiliário, pouca coisa”, diz o presidente que garante que o local terá cerca de 1,2 mil vagas de estacionamento.

concurso da Assembleia Legislativa/RO 2018 também conta com recomendação do Ministério Público para a necessidade de reoxigenar seu quadro de pessoal. De acordo com a mesa diretora, a casa está oportunizando as novas gerações a possibilidade de fazer parte do novo quadro de servidores da casa e que, desta forma, “contribuiremos significativamente para a vida e os sonhos de tantos jovens que estão se preparando para concorrer a uma oportunidade de emprego”.

Sobre a Assembleia Legislativa ALE RO

A primeira eleição em Rondônia na condição de Estado ocorreu em 15 de Novembro de 1982, quando foi escolhida a representação rondoniense no Senado, na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. Os 24 deputados estaduais eleitos naquele pleito receberam a função de constituintes, 15 pertenciam a legenda PDS e nove à do PMDB.

Pelo PDS foram eleitos Amizael Silva, Arnaldo Martins, Heitor Costa, Francisco Nogueira, Genivaldo Souza, Jacob Atallah, José Bianco, José do Prado, Jô Sato, Manoel Messias, Marvel Falcão, Oswaldo Piana, Silvernani Santos, Walderedo Paiva, Zuza Marcolino. Pelo PMDB Amir Lando, Ângelo Angelim, Cloter Mota, Jerzy Badocha, João Dias, Ronaldo Aragão, Sadraque Muniz, Sergio Carminatto e Tomas Correia.

No dia 31 de janeiro de 1983, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Darci Ferreira, presidiu a posse dos deputados e, no dia seguinte, a eleição da primeira Mesa Diretora da Assembleia.

 

 

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here