A natureza é selvagem e a mais recente prova disso veio de um lugar bem inesperado: um vídeo feito por uma jovem chinesa. Uma vlogueira conhecida como “Seaside girl Little Seven” iniciou uma transmissão ao vivo na plataforma asiática Kuaishou, similar ao YouTube, prometendo comer um polvo vídeo em frente à câmera. O resultado, para a alegria do octópode, foi bem diferente.

Apesar da jovem dizer que iria consumir o polvo ao vivo na internet, a transmissão já começa com o animal colocando seus tentáculos no rosto da garota, que comenta, de maneira descontraída, sobre a força de succção das ventosas do polvo.

Como se estivesse adivinhando seu destino, a criatura marinha começa a lutar de maneira mais voraz nos segundos seguintes, tornando a vida da jovem criadora de conteúdo mais difícil. Os tentáculos começam a se prender ao rosto da garota chinesa com mais rigidez, e ela simplesmente não consegue desprendê-los sem utilizar mais força.

O resultado? A vlogger até consegue tirar o animal de seu rosto, mas termina o vídeo chorando e sem um pedaço da bochecha, que foi arrancado por uma das ventosas do polvo do Pacífico. “Eu vou comê-lo no próximo vídeo”, diz a chinesa no final de sua transmissão online.

De acordo com um banco de dados sobre octópodes montado pelo National Geographic, os animais conseguem controlar cada uma de suas ventosas de forma independente, o que torna os tentáculos mais do que uma forma de movimento, mas também, como nesse caso, uma arma para defesa.

Outra característica que chama a atenção nos polvos é a sua inteligência: alguns animais da espécie conseguem prever o perigo e situações de estresse, e bolar táticas para conseguir escapar. “O octópode tem um sistema nervoso que é muito mais distribuído que o nosso”, explica Jennifer Mather, PhD da Universidade de Lethbridge, em Alberta. “A maioria dos nossos neurônios está no cérebro, enquanto para o polvo, três quintos estão ditribuidos em seus braços”.


Fontes: Vice News / Oddity Central

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here