O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 2ª feira (8.abr.2019) que faltou “gestão” e “expertise” a Ricardo Vélez enquanto esteve à frente do Ministério da Educação.

“Basicamente, [faltou] a questão da gestão. O ministro não tinha essa expertise, aí foi acumulando uma série de problemas e, lamentavelmente, chegamos à situação em que tivemos que substituir nosso querido Vélez. É uma pessoa simpática, amável e competente, mas a questão da gestão deixou a desejar”, afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan.

Vélez foi demitido nesta 2ª feira. A demissão já era prevista após uma crise na pasta que se estendeu durante todo o início de governo. Apesar de ter sido indicado por Olavo de Carvalho, considerado 1 “guru” dentro do governo, olavistas, militares e técnicos travaram uma disputa interna no ministério que já levou a dezenas de demissões.

Ao anunciar a demissão de Vélez, o presidente também anunciou o economista Abraham Weintraub para comandar o ministério.

“A gente não pode continuar sangrando 1 ministério que é importantíssimo. Eu até disse no começo do mandato sobre a educação. Se buscarmos 1 ponto de inflexão da educação em 4 anos, já é uma grande vitória nossa, dado o aparelhamento que existe nas instituições”, completou.

Abraham Weintraub era o secretário-executivo da Casa Civil, comandada por Onyx Lorenzoni. Ele já trabalhava com a equipe de governo desde o período da transição entre a gestão de Michel Temer e a de Bolsonaro no fim de 2018.

“Ele é uma pessoa do ramo, professor universitário, sabe gerir as questões e é mais uma pessoa da minha linha. Conversamos sobre tudo, ele é gabaritado. E todo o primeiro escalão da equipe vai ser indicado por ele”, disse Bolsonaro.


Fonte: Poder 360

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here