Quatorze ônibus do Sistema Integrado Municipal (SIM) foram “sequestrados” durante a greve dos motoristas e cobradores de Porto Velho, nesta terça-feira (10). A informação do sequestro foi divulgada pelo consórcio na página oficial do Facebook, às 9h34, e através de uma nota à imprensa.

A paralisação dos trabalhadores começou durante a madrugada em protesto ao projeto de “Táxi Compartilhado”. Segundo o Consórcio SIM, os veículos foram retirados à força da garagem da empresa, antes do dia amanhecer.

Em nota, o SIM diz que não apoia ou compactua com movimentos desta natureza, pois são prejudiciais à população da capital.

Consórcio divulgou nota na rede social (Foto: Facebook/Reprodução)
Consórcio divulgou nota na rede social (Foto: Facebook/Reprodução)

A empresa diz que está tomando todas as medidas judiciais necessárias para que o transporte coletivo seja normalizado em Porto Velho.

G1 está tentando contato com o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo do Estado de Rondônia (Sintetuperon) sobre o “sequestro” dos veículos, mas não conseguiu contato até a publicação da reportagem.

Os trabalhadores alegam prejuízos com a falta de regulamentação do serviço de táxi compartilhado, que está ativo na capital e já havia sido o motivo de outra paralisação em março deste ano, quando ficou acordado um prazo de 90 dias para a regulamentação.

Moradores prejudicados

Sem a saída dos ônibus da garagem, vários moradores ficaram esperando nas paradas da cidade. Logo cedo a equipe de reportagem da Rede Amazônica encontrou pouco movimento nos pontos, pois a informação sobre a greve circulou nas redes sociais e muitos usuários acabaram adotando um plano B.


Fonte: G1

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here