11 detentos fogem de presídio inaugurado há sete dias em Ariquemes

Sete dias após ser inaugurado, o Centro de Ressocialização de Ariquemes já registrou a primeira fuga. Doze presos serraram as grades das celas B-23 e B24 e fugiram na noite de quinta-feira (3). Um já foi recapturado. A transferência dos presos para a nova unidade prisional, localizada cerca de 15 quilômetros da área urbana, na Linha C-70, S/N, Lote 28ª, Gleba 06, Zona Rural.

De acordo com a Sindicato dos Agentes Penitenciários (Singeperon), na fuga, um dos detentos teria quebrado o pé, ao cair de cima do muro de seis metros de altura e ainda teria se ferido ao atravessar a cerca espiral de proteção (concertina) que fica em cima do muro. Ele foi recapturado e conduzido ao pronto-socorro do Hospital Regional de Ariquemes pelos próprios agentes penitenciários. Na noite da fuga, havia seis servidores de plantão.

Os fugitivos são: Gideon José Duque, João Marcos Domingos, José Henrique Coelho, Sandro Arruda Martins, Walisson da Silva Gomes, Roque dos Santos, Alexandre Bispo dos Santos, Alonso da Conceição, Douglas Rodrigues da Silva, Elias Pereira Paiva, Francinaldo Lira Santiago, Leandro Leite Mota. Já Reisson Souza Costa foi recapturado.

Ainda de acordo com o Singeperon, a nova unidade prisional tem cerca de 460 presos quando a capacidade seria para 198 presos. Alguns estariam, inclusive, detidos, na enfermaria e outros compartimentos administrativos.

O Centro de Ressocialização de Ariquemes está localizado a 15 km da cidade e a 1 km da BR-364. A nova unidade está rodeada parcialmente de mata e a estrada por onde transitam os agentes é mal iluminada, com risco de emboscadas por parte de criminosos, afirma o sindicato. E em caso de blecaute ou sabotagem na rede elétrica, a unidade ficaria sem energia, já que foi inaugurada sem possuir motor para fornecimento de energia emergencial.

Direção
Na última quarta-feira (2), a Justiça determinou o afastamento de Elizeu Inácio Nunes, do cargo diretor da Casa de Detenção de Ariquemes e exigiu que fosse nomeado outro para o lugar. Elizeu Inácio Nunes, segundo denúncia do Ministério Público, não atende aos requisitos exigidos para a função. 

O RONDONIAGORA entrou em contato com a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.


Fonte: Rondoniagora

Comente esta postagem via Facebook
COMPARTILHE

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here